O que é marketing de conteúdo?

Tempo de leitura: 16 minutos

Você sabe o que é Marketing de conteúdo? Com o mundo cada vez mais antenado nas questões de comunicação via internet, as empresas e pessoas que querem se destacar precisam conhecer e usar bem as ferramentas digitais. Uma delas é o marketing de conteúdo. Confira tudo neste artigo!

Não importa qual seja seu ramo dentro do empreendedorismo; hoje conhecer as ferramentas digitais e saber utilizá-las a seu favor, certamente vai deixar o seu negócio em outro patamar.

Para alguns, o termo marketing de conteúdo pode parecer algo esquisito, mas aposto que em algum momento você já teve algum tipo de contato com essa poderosa estratégia.

Ela é essencial para destacar um produto, uma marca, ou qualquer coisa que você precise vendar através da internet.

o-que-e-marketing-de-conteudo

Afinal, o que é marketing de conteúdo? 

O marketing de conteúdo é uma estratégia desenvolvida na internet, através da produção de conteúdo de qualidade, com o intuito de engajar e criar um canal de comunicação direto com o seu público-alvo.

O marketing de conteúdo pode ser desenvolvido através de muitas ferramentas, como por exemplo:

  • Ebooks
  • Blog posts
  • Vídeos
  • Imagens
  • Infográficos
  • Conteúdo para redes sociais
  • Podcasts
  • Entre outros

Apesar de ter começado a ficar bastante popular no Brasil nos últimos anos, o Marketing de Conteúdo foi criado nos Estados Unidos, onde as ferramentas e estratégias focadas na web são muito valorizadas e bem desenvolvidas.

 A História do Marketing de Conteúdo

Era uma vez um ferreiro em dificuldades chamado John. John era jovem e estava quebrado e com a necessidade desesperada de sustentar sua jovem família em Vermont.

Em 1836, John tomou a difícil decisão de deixar  sua família, com um total de U$ 73,00 no bolso, para seguir caminho para o oeste na esperança de encontrar fortuna… ou pelo menos um emprego.

Após duas semanas de viagem , John decidiu se estabelecer em Grand Detour, no estado de Illinois. Foi ali que fundou seu pequeno negócio de ferreiro.

Dia após dia, John ouvia histórias de fazendeiros do nordeste que tinham dificuldade para empurrar seus arados sobre o solo pegajoso de Illinois. Enquanto seus arados de ferro costumavam deslizar facilmente pelo sedimento da Nova Inglaterra, a terra do meio oeste parecia um grande desafio.

Os fazendeiros ficavam frustrados, tendo que limpar a lama dos arados de ferro a cada novo trecho.

John acreditava que se pudesse moldar a parte externa do arado em aço, a lama e a sujeira não grudariam. Então, em 1837, John fabricou o primeiro arado polido usando uma lâmina de serra quebrada.

Com o passar dos dias e meses, John trabalhava com os fazendeiros e ouvia seus problemas; ele continuaria a aperfeiçoar o arado por muitos anos. John viria a se tornar um dos maiores inventores e homens de negócios de seu tempo.

Aquele homem era JOHN DEERE.

O Marketing de conteúdo no século XIX

Embora John Deere tivesse falecido em 1886. Seus valores de ouvir e ensinar permanecem vivos na empresa que construiu. A Deere & Company,  sem dúvida a empresa agrícola mais famosa do mundo, lançou, criou e distribuiu a revista The Furrow, em 1895. o-que-e-marketing-de-conteudo

Deere aproveitou The Furrow para vender diretamente os equipamentos John Deere (como um catálogo faria), mas para ensinar aos fazendeiros as novas tecnologias e como eles poderiam ser empresários e fazendeiros de maioo sucesso (portanto marketing de conteúdo).

Desde o início, The Furrow não vinha repleta de mensagens promocionais e de conteúdo em benefício próprio, Ela foi desenvolvida por jornalistas ponderados, contadores de histórias e designers, e cobria assuntos de grande interesse par os fazendeiros. O objetivo do conteúdo era ajudar os fazendeiros a se tornar mais prósperos e, naturalmente, mais lucrativos.

Agora 120 anos depois, The Furrow ainda continua forte. Ela é a maior revista de agricultura em circulação do mundo, entregue mensalmente para mais de 1,5 milhão de fazendeiros, em 12 idiomas, para 40 países diferentes. marketing-de-conteudo-epico-porque-devo-ler

John Deere frequentemente recebe o crédito por ter sido o primeiro a aproveitar o marketing de conteúdo. (Fonte Livro Marketing de Conteúdo Épico Autor: JOE PULIZZI).

 

O que o marketing de conteúdo pode fazer por meu negócio? 

Muitos podem ainda não ter uma visão muito bem clara do poder que o marketing de conteúdo pode ter para fazer um negócio alavancar e conquistar muitos clientes.

Imagine que você seja um empreendedor do ramo de loja virtual, está começando agora neste mercado e quer conquistar mais públicos através da internet.

Isso porque você já tem uma loja física, mas notou que a internet é um novo espaço para quem quer crescer. Perfeito! Você já tem uma visão diferenciada por pensar desse modo.

Agora, é só aplicar determinadas estratégias e conquistar um bom posicionamento online.

Como falamos anteriormente, o marketing de conteúdo é uma estratégia para engajar seu negócio junto a seus clientes, conquistando assim mais mercado e aumentando suas vendas.

Como você pode ver, o marketing de conteúdo pode fazer muitas coisas por seu negócio! E crescer sua rede de clientes e potenciais clientes através da criação de conteúdo relevante e valioso, atraindo, envolvendo e gerando valor para as pessoas de modo a criar uma percepção positiva da sua marca e assim gerar mais vendas.

Gerar conteúdo se tornou cada vez mais essencial

Você se lembra da época quando sua mãe ou sua avó precisavam comprar algum produto?

Elas tinham que sair de porta em porta, comércio em comércio fazendo uma espécie de pesquisa, verificando os produtos, perguntando informações sobre a qualidade, durabilidade e coisas que todo consumidor precisa saber para poder definir sua compra.

Hoje as coisas mudaram bastante, e o primeiro canal de informação que o consumidor tem é a internet.

Quem está precisando comprar um celular, por exemplo, vai nos mecanismos de buscas como Google, Yahoo, ou Bing e pesquisa informações sobre a marca, a opinião dos consumidores que já adquiriram o produto, entre outros.

Depois dessa espécie de triagem, ele começa a verificar os preços e ofertas, e escolhe pelo site que melhor oferecer o custo benefício e formas de pagamento que cabem no seu bolso.

Como podemos observar, as exigências e processo de decisão do consumidor mudou muito. Antes, eles não tinham essa quantidade de informações disponíveis a respeito de um produto. Tudo isso tem deixado os consumidores ainda mais exigentes, e comprando apenas itens que de fato tem credibilidade.

O Marketing de Conteúdo serve para qualquer tipo de negócio?

Sem dúvida! Hoje quem comanda os negócios na internet são esses buscadores que já citamos anteriormente. Os consumidores pesquisam sobre suas dúvidas e dores na internet, e quem aparece nos primeiros resultados conseguem atrair mais pessoas para suas marcas e produtos.

Lojas virtuais, empresas de marketing, negócios no ramo alimentício, soluções web, conserto de notebooks… Diversos ramos podem e devem produzir conteúdo para atrair clientes.

A ideia principal do Marketing de Conteúdo é que a empresa ou empreendedor que deseja se comunicar diretamente com seu cliente, possa criar temas de interesse e que resolvam pequenos problemas.

Tudo começa com um planejamento, que deve ser feito através das palavras chaves que fazem sentido com o seu ramo de atuação.

Vamos dar um exemplo para você compreender melhor:

Vamos supor que você tenha uma empresa de camisetas personalizadas. Então você faz uma pesquisa na ferramenta Google Key Word Planner e verifica a quantidade de buscas mensais para determinadas palavras chaves que tem a ver com o seu ramo.

Exemplo: camisetas personalizadas, comprar camisetas estampadas.

Esse é apenas um exemplo de como inicia um trabalho de Marketing de Conteúdo para atrair mais clientes.

É bastante interessante que toda empresa que queria usar dessa estratégia, possa fazer um planejamento para verificar quais as redes sociais e mídias podem ser decisivas para o negócio. Blog, Facebook, canal no Youtube, Instagram….

Tudo isso permite a criação de um Marketing de Conteúdo de qualidade, gerando informações relevantes e atraindo a atenção dos clientes para o seu negócio.

Hoje em dia, as buscas na web são a principal fonte para que clientes encontre produtos e serviços, e pode ter certeza que eles fazem isso o tempo todo e diariamente.

Sua empresa já está produzindo excelentes conteúdos? Então saiba que esta é uma estratégia excelente não somente para chamar a atenção de novos clientes, mas também fidelizar e engajar aqueles que já estão com você.

A persona do público

Para desenvolver uma estratégia eficiente é necessário entender para quem você está falando.

O que é uma Persona? É a representação do seu cliente ideal. É a definição de um cliente típico, com as características dos consumidores, seus desejos, aspirações, problemas, demandas latentes e ocultas.

É IMPORTANTE que você saiba quem é o alvo de sua comunicação, seu conteúdo.

Se você não entender os desejos e necessidades de seu público, não há como ter sucesso com o seu conteúdo.

O que vai fazer com que seu público permaneça fiel a sua marca com certeza é o conteúdo oferecido.

Porque a persona do público é importante

o-que-e-marketing-de-conteudo

A persona do público é uma ferramenta útil para usar como parte de seu programa de marketing de conteúdo. Trata se de com “quem” e para “quem” você está falando.

Quando o conteúdo é desenvolvido tendo em vista o seu programa de marketing de conteúdo é a persona que dá o contexto. Para criar conteúdo útil para os seus leads e futuros clientes, e também para seus clientes atuais, é fundamental que você compreenda como cada persona se caracteriza, como se comporta e em quais variáveis estão envolvidas em seus processos de decisão.

Como construir personas

o-que-e-marketing-de-conteudo

 

Fazer marketing é trabalhar com público alvo o tempo todo. O público do produto é também o público do conteúdo, e em marketing de conteúdo costuma se chamar esse público alvo de “persona”, um termo que vem da área de experiência do usuário.

Na área da internet também se usa o termo “avatar”, uma alusão as fotos usadas em redes sociais.

A construção de personas precisa estar fundamentada em dados analíticos , e nunca em palpites. É possível usar os dados do Google Analytics, determinando como as pessoas chegam até o seu site, mas a melhor forma de descobrir realmente o perfil de seu público é conversando com ele.

É sempre interessante elaborar mais de uma persona, se você tem pouco tempo, poucas informações ou uma empresa pequena vá com calma. Eleja alguns perfis principais, de duas a três personas para orientá-lo nessa primeira abordagem.

Concentre se nos usuários finais e comece a busca por dados. Não é recomendável trabalhar com mais de cinco personas, a menos que seja realmente necessário.

Os conjuntos de preferências dos clientes tipicamente cabem bem entre duas e cinco personas. (Fonte: Livro Marketing de Conteúdo A Moeda do Século XXI Autor: Rafael Rez)

Passo a passo para criar uma persona

  • Defina a quantidade de personas

Alguns negócios precisam apenas de uma persona, pois o segmento de mercado é mais restrito. No entanto, há outros negócios que tem a necessidade de criar mais personas, pois diferentes públicos precisam ser impactados. O importante é ter equilíbrio.

Os perfis criados devem ser suficientes para representar os potenciais clientes dos produtos ou serviços que você oferece.

  • Estabeleça as características básicas

Pode parecer bobagem, mas as características primordiais são essenciais, pois homens e mulheres se comportam de maneiras diferentes e pessoas com faixa etárias distintas tem visões diferenciadas, pois cada geração tem características em comum. Em geral defina:

  • Nome
  • Ocupação e outros dados profissionais
  • Idade
  • Gênero
  • Abrangência Geográfica
  • Educação
  • Filhos
  • Salário/renda familiar
  • Hobbies

 

  • Entenda as necessidades da persona

Entender as necessidades das personas é fundamental para que você possa oferecer soluções adequadas. Nessa etapa é importante entender a persona como um todo, desde suas características básicas como as mais intrínsecas, e de que forma o empreendedor ou profissional de marketing vai lidar com elas.

  • Descubra as demandas das personas

O empreendedor ou o profissional de marketing precisa entender quais os problemas que o serviço ou o produto se propõe a solucionar. As necessidades podem ser desconhecimento de certas ferramentas, falta de tempo, organização de informações, automatização de processos, melhoria da autoestima ou qualquer outra que precisa de uma solução.

Compreender isso é a base para entender as atitudes de resistência que o futuro consumidor ou lead possui e como eliminá-la.

  • Defina as soluções que poderão ser oferecidas 

Um negócio não vende apenas produtos ou serviços, mas soluções para problemas. Ao criar a persona, tenha em mente que a solução deve resolver o problema dela. Isso vai tornar o processo de vendas muito mais eficiente.

Uma das melhores fontes de informação para construir a simulação do seu cliente ideal, é pesquisar nas redes sociais Twitter, Facebook, Instagram, Linkedin, Pinterest.

Em cada uma delas você pode pesquisar em grupos relacionados ao seu nicho de mercado, as tendências, os comentários em fotos e posts.

Pesquise também em sites de concorrentes os comentários de posts, o que as pessoas comentam isso dá uma ideia do que o sua persona pode estar precisando.

Não cometa esses erros de Marketing de Conteúdo

Existem duas maneiras de você realizar um bom trabalho de Marketing de Conteúdo.

O primeiro é contratando uma agência especializada para cuidar do Marketing de Conteúdo da sua empresa.

A segunda seria montar dentro da sua empresa um departamento de marketing, centralizando assim as ações dentro da sua empresa, facilitando assim a comunicação e reuniões de planejamento.

Entre os principais erros cometidos dentro do Marketing de Conteúdo estão:

• Copiar conteúdo de outros sites e blogs
• Não fazer o acompanhamento das postagens
• Não mudar as estratégias
• Não atualizar as redes sociais
• Não responder seus clientes com atenção
• Não aplicar SEO
• Não planejar e conhecer as palavras-chave
• Não atualizar o blog da sua empresa ou o seu blog

Chamar a atenção do seu cliente, o grande desafio 

O Marketing de Conteúdo só funciona com base em um ponto essencial: criatividade. Por isso, não adianta copiar modelos já ultrapassados ou tentar chamar a atenção a qualquer custo de seus clientes.

Criar bons títulos, entregar a resposta com base na promessa que você fez, e jamais subestimar a inteligência de quem está do outro lado da tela.

Pense que o seu anúncio, post ou vídeo estará sendo disputado em meio a milhares de outras coisas.

É preciso ser muito criativo para chamar a atenção, ganhar o clique do cliente, ou melhor: passar credibilidade para que ele possa confiar nas coisas que você diz.

 Princípios básicos do marketing de conteúdo 

Agora antes de analisar os princípios do marketing de conteúdo, lembre se de que o objetivo do conteúdo é fazer com que o cliente ou o lead “se mexa” de alguma forma.

Os profissionais de internet e marketing precisam afetá-los positivamente, engajá-los e fazer o que for preciso para ficar envolvidos em suas vidas e conversas.

Segue abaixo 3 princípios básicos do marketing de conteúdo:

  • Satisfaça uma necessidade: O seu conteúdo deve responder a alguma necessidade ou a uma pergunta do seu cliente. Precisa de alguma forma para o cliente ou lead, para além do que você pode oferecer como produto ou serviço.

 

  • Seja consistente: A grande característica de um blog ou uma empresa de sucesso é a consistência. É nesse ponto que muitos vacilam, seja o que for que você se comprometer em seu marketing de conteúdo, isso deve ser entregue de forma consistente.

 

  • Seja humano: Você e eu não vendemos para robôs. Os leads e seus clientes são humanos, por isso o conteúdo deve ser.
  1. Coloquial
  2. Relaxado
  3. Leve

Esses são alguns atributos que você pode usar em seu conteúdo para torná-lo mais humano.

Depois de ler esse artigo agora você sabe o que é Marketing de Conteúdo não sabe?

Saiba que essa é a moeda do século XXI e pode ser uma excelente ferramenta para você deslanchar seus negócios.

Espero que esse artigo tenha te ajudado de alguma forma. Gostou do artigo? Ficou alguma dúvida deixe o seu comentário abaixo.

Esses artigos abaixo podem ser de seu interesse:

Copywriting – Como vender mais usando textos persuasivos

Como trabalhar com marketing de afiliados

Como conseguir mais leads para seu blog

Siga me nas redes sociais:

pinteres